Carcinoma Ductal in situ (DCIS)

Mastectomia bilateral

Reconstrução

 

“Sei que tenho dentro de mim tudo quanto preciso”

 

Nasci em Cuba, mas vivi em Miami desde 1986. Fui casada durante 27 anos e tenho dois filhos maravilhosos, Hector (25 anos) e Jean Carlos (18 anos). Hector encontra-se actualmente a servir no exército no Afeganistão e Jean Carlos acaba de concluir o ensino médio. Também tenho uma princesa linda na minha vida, é a minha neta, Isabella.

 

Em dezembro de 2009, após uma mamografia de rotina, a minha vida mudou completamente. Recebi uma chamada do consultório do meu ginecologista informando-me que precisava deuma biópsia. Não sei o que me deu, mas fiquei com muita raiva. Recusei-me a voltar ao consultório e procurei mais dois médicos para uma segunda opinião. Para a minha surpresa,os dois concordaram que precisava de uma biópsia. Com os médicos e o meu marido puxando-me para que o fizesse, finalmente fiz a biopsia.

 

Recebi os resultados 3 dias mais tarde: positivos. Tinha um câncer da mama…..DCIS.

 

A minha jornada de cura tem sido uma jornada de auto-capacitação.  Apesar da presença de câncer no meu corpo, pouco fiz para mudar a minha rotina diária.   Aproveitei o tempo necessário fora do trabalho depois da minha cirurgia, mas enquanto encontrava-me em recuperação em
casa, continuei com as minhas aulas em linha na escola.  Por alguma razão estava cheia de energia e mantinha-me ocupada. Percebo agora que tratava-se provavelmente de um tipo de
escape.  Não queria pensar muito sobre os meus medos.  Para mim, essa foi a minha
maneira de lidar, mesmo no meio da minha cura. 

 

Felizmente, nunca tive quimioterapia ou radioterapia, mas tive a reconstrução duas vezes. 
A reconstrução mamária pode proporcionar significativos benefícios psicossociais
para as mulheres.  6 meses após a minha dupla mastectomia, decidi ter a minha reconstrução. No meu caso o processo não foi muito traumático pois já tinha tido implantes antes; no entanto, porque a reconstrução dos mamilos e da aréola não é fácil, e sendo ela geralmente reservada para a etapa final na reconstrução da mama para pacientes com câncer, programei a
minha cirurgia seguinte para o final deste mês (Junho) e espero, com esta
cirurgia, ter acabado com o meu “disfarce.”

 

Durante o meu processo de cura, enquanto estava em casa, terminei todos os requisitos necessários para o programa de Mestrado em Administração Pública e realizei o “Value Integration Capstone” (um estágio exigido pela escola para graduar-se, onde os alunos desenvolvem as habilidades de liderança visando a assumir a responsabilidade individual para
efectivamente criar e produzir os resultados regionais, nacionais e organizacionais apropriados assim como as habilidades no pensamento reflexivo e na análise crítica) consistindo em duas semanas em tempo integral na Nova Southeastern University, em Broward. Finalmente, em junho de 2010 era capaz de me graduar. 

 

Sinto-me grata por sempre ter tido o apoio da minha família durante a minha recuperação. Como sobreviventes do câncer da mama temos todas que lidar com as cicatrizes psicológicas e físicas. No entanto, tive muita sorte de encontrar um grupo de apoio. Isso fez uma diferença enorme na minha cura. Através de uma amiga comum encontrei Patricia San Pedro, uma mulher extraordinária que me providenciou conselhos e informações que aprendeu enquanto encontrava-se na sua própria jornada de câncer da mama. Apresentou-me também a um grupo de apoio que
criou, chamado  “Link of Hope Sistas” (Link da Esperança Sistas), um grupo de senhoras amorosas com muito entusiasmo e o desejo de ajudar-se uns aos outros e partilhar as suas próprias experiências.

 

Agora, estou todos os dias activamente envolvida no meupróprio bem-estar, fazendo as boas escolhas para o meu corpo: fisicamente,mentalmente e espiritualmente. Aprendique as minhas palavras podem impactar a minha vida e assim faço todos osesforços para permanecer positiva.

 

A minha jornada de câncer ensinou-me que cada dia é umaoportunidade para aprender. As coisas acontecem nas nossas vidas que nosenriquecem … e como foi o caso para mim … o câncer trouxe novas amizades naminha vida que guardarei para sempre.

 

Encontro-me agora aqui para ajudar os outros na suajornada. Se deseja conectar-se, por favor, sinta-se livre em escrever(em Inglês ou Espanhol).

Send Nanci Romani a Message

[formidable id=7 description=true]


Translate »